Print
Experimento de Rutherford
 
Em 1911, o físico neozelandês Ernest Rutherford realizou uma série de experimentos que lhe permitiu propor que o átomo é constituído por um minúsculo núcleo positivo circundado por uma região muitíssimo mais extensa, na qual está dispersa a carga negativa; ou seja, os elétrons.
O experimento mais conhecido e relevante de Rutherford é o bombardeamento de uma finíssima placa de ouro com um feixe de partículas positivas (alfa), este experimento é tratado no vídeo abaixo.


A falha no modelo de Rutherford é mostrada pela teoria do eletromagnetismo, na qual toda partícula com carga elétrica submetida a uma aceleração origina a emissão de uma onda eletromagnética. O elétron em seu movimento orbital está submetido a uma aceleração centrípeta e, portanto, emitirá energia na forma de onda eletromagnética. Essa emissão, pelo Princípio da Conservação da Energia, faria com que o elétron perdesse energia cinética e potencial, caindo progressivamente sobre o núcleo; fato que não ocorre na prática.



Links interessantes sobre o assunto:

Descrição do Experimento e Animação

Biografia de Rutherford

Descrição do Experimento pela UFSM